Vereador Carlos Bolsonaro explora passado de Alckmin e espalha vídeo com ataques a Lula

O vereador Carlos Bolsonaro já mostrou qual será a estratégia de campanha de 2022. Isto porque, o filho O2 do presidente Jair Bolsonaro (PL) demonstrou que não está satisfeito com a atual situação. Isto porque, Lula (PT) está em ritmo de fechar nova aliança. Acontece que, esta aliança está causando preocupações para o governo.

Conselho Federal de Farmácia - Brasil - Notícia: 13/07/2020 - CFF cria  grupos no WhatsApp e Telegram para divulgação de notícias
Receba orações e estudos diariamente

Entretanto, ainda não oficializou a aliança de Lula e Alckmin. Mas, eles já foram vistos juntos em um jantar público. Este jantar aconteceu neste domingo (19) e reuniu diversas lideranças políticas. O evento soou como um aceno cada vez mais próximo de uma aliança entre eles.

Segundo dados de pesquisas, o apoio de Alckmin pode trazer cerca de 16% de eleitores para Lula. O petista atualmente é o preferido para vencer às eleições 2022. As pesquisas apontam que ele venceria em primeiro turno em todos os cenários. Além disso, em um possível segundo turno, ele também levaria a melhor. Já, Bolsonaro está em queda livre. O presidente está cada dia mais perdendo seu eleitorado. Isto porque aumentou o número de eleitores de Sergio Moro (Podemos).

Vereador Carlos Bolsonaro resgata vídeo de Alckmin

Com o intuito de atingir Lula, o vereador Carlos Bolsonaro resgatou um vídeo antigo. Nele mostra Geraldo Alckmin disparando críticas contra Lula. O vídeo mostra um episódio de 2017, onde Alckmin afirma que os brasileiros estariam vacinados contra o modelo “lulapetista”.

Além disso, Alckmin diz que Lula quebrou o Brasil e questiona se o PT merecia uma segunda chance. Vale ressaltar que na época do vídeo, Alckmin era concorrente de Lula nas eleições em 2018. Portanto, não é de se admirar que um concorrente fale mal de seu adversário. Se naquela época, ele criticou o petista foi porque estava em um cenário de disputa eleitoral. Mas, hoje em dia, ao que parece, Alckmin está cada vez mais próximo de se unir ao PT.

Fonte: com informações do jornal Correio Braziliense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.