Homilia Frei Gilson para quarta-feira (17): a força de Nossa Senhora

A homilia Frei Gilson para quarta-feira, 17 de agosto, deixa uma mensagem abençoada para o seu coração. A leitura principal se encontra no livro de Lucas, capítulo 2, versículos 2 a 35. Nesta passagem fala sobre a profecia do profeta Simeão à Nossa Senhora. Isto porque o profeta revelou que Jesus seria sinal de contradição para muitas pessoas.

Conselho Federal de Farmácia - Brasil - Notícia: 13/07/2020 - CFF cria  grupos no WhatsApp e Telegram para divulgação de notícias
Receba orações e estudos diariamente

Frei Gilson destacou que esta profecia de Simeão é muito séria e importante. Ela foi lançada sobre Maria. Ele abençoou e disse para ela que aquele menino seria causa de queda para muitos. Isto porque aqueles que não acreditarem em Jesus se perderão, mas aqueles que crerem no nome dele alcançarão a vida eterna.

Maria das Dores e corredentora: homilia Frei Gilson para quarta-feira (17)

Além disso, Simeão revelou à Maria que aquele filho causaria contradição, discussão entre as pessoas. De fato, Jesus provocou contradições a fim de revelar os pensamentos de muitos corações.  Jesus revelava os pensamentos deles. Ele chamava aqueles homens da Lei de hipócritas.

Maria recebeu aquela profecia e foi algo muito forte. Imagine uma mãe receber a notícia de que seu filho seria causa de contradição e passaria por muito sofrimento. Jesus sofreu muito. Mas, a sua mãe também sofreu a paixão de Cristo. Em nenhum momento ela deixou seu filho sozinho na cruz. Isto porque ela estava lá em cada passo. Ela presenciou o filho sofrendo tanto no corpo como na alma.

Entretanto, Maria era uma mulher muito forte. A Igreja dar a ela o nome de corredentora, pois ela também sofre esta Paxá. Ela sofre as dores de Cristo e jamais o abandonou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.