Pregação Frei Gilson: o que nos justifica diante de Deus

A pregação Frei Gilson traz uma mensagem abençoada para o seu coração. A leitura central está no livro de Lucas, capítulo 18, versículos 9 a 14. Nesta passagem bíblica mostra a parábola de Jesus que fala sobre dois homens diferentes que fizeram duas orações distintas.

Conselho Federal de Farmácia - Brasil - Notícia: 13/07/2020 - CFF cria  grupos no WhatsApp e Telegram para divulgação de notícias
Receba orações e estudos diariamente

Deu um lado há um fariseu. Ele é um homem conhecedor da palavra. Não era ladrão. Era honesto. Não era adúltero. Jejuava toda semana e dava o dizimo de sua renda. Mas, de outro lado tinha o publicano. Ele era um homem pecador. As pessoas ao redor o desprezavam por isso.

Não desprezar o pecador

Entretanto, Frei Gilson destaca que o fato de sermos cristãos não nos dar o direito de humilhar as pessoas que não servem a Deus. Isto porque esta atitude não agrada a Deus. Não é porque você é religioso que vai desprezar o pecador. Ninguém é melhor que ninguém. Esta atitude entristece o coração de Deus.

Frei Gilson ressaltou que este desprezo pode acontecer até mesmo dentro da própria casa. Tem mulher que vai à igreja e se sente melhor que seu marido porque ele não vai. Mas, não é porque você vai à missa que é melhor que os outros.

Aquele homem fariseu achou que seria salvo pelas obras dele. Mas, Jesus disse que a oração dele não o justificou. Isto porque, o que nos salva não são as nossas obras. Mas, o que salva o homem é a graça de Jesus Cristo.

A graça de Cristo: pregação Frei Gilson

O fato de você jejuar, pagar o dízimo e ir à missa não vão garantir a sua salvação. Mas, a graça de Deus é quem nos salvará.

Frei Gilson destaca que o publicano chegou até Deus e se humilhou. Em sua oração, ele pediu perdão porque era um homem pecador. Então, Jesus se agradou desta oração e o justificou. Isto porque, o cristão deve reconhecer seu pecado e se humilhar perante Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *